Editora Sinodal
Product ID: 31524
Product SKU: 31524
New In stock />
95 Teses - Martim Lutero

95 Teses - Martim Lutero

Marca: Editora Sinodal Referência: 31499

Carregando...
 
Simulador de Frete
- Calcular frete

95 TESES - Edição comemorativa 500 anos da Reforma - Capa Dura c/ Box

Este é um livro diferenciado, para ser lido e, posteriormente, guardado para as futuras gerações.

É um belo presente para marcar os 500 anos da Reforma Protestante.

Contém as 95 teses elaboradas por Martim Lutero e que deram início à Reforma em 31 de outubro de 1517, em Wittenberg, na Alemanha.

A apresentação do livro foi feita pelo Prof. Ricardo Willy Rieth, lembrando o porquê das teses terem sido escritas. Rieth lembra que as duas principais mensagens das 95 teses são: ouvir a Palavra de Deus, e viver como discípulos e discípulas buscando uma vida de coerência com o ensino de Jesus.

O livro traz ainda a rosa de Lutero colorida, com a explicação da mesma. De igual forma, o livro apresenta uma minibiografia do reformador Martim Lutero.
 

APRESENTAÇÃO

As 95 Teses correspondem à primeira grande polêmica de Lutero perante Roma. Mesmo antes de 1517, ele havia chamado a atenção para os riscos representados pelas indulgências. Não chegara ainda a rejeitá-las por completo, mas encontrava sérias contradições entre as práticas a elas associadas e a proclamação do genuíno arrependimento cristão.

As indulgências eram parte do sacramento da penitência, constituído por: arrependimento, confissão de pecados junto ao sacerdote, absolvição da culpa pelo mesmo e satisfação quanto aos castigos decorrentes da culpa.

Nesse mesmo contexto, desenvolveram-se outros ensinos: o ofício julgador de Deus e da igreja, o purgatório e o tesouro da igreja. Originalmente, as indulgências referiam-se aos castigos temporais impostos pela igreja.

Posteriormente, foram relacionadas aos castigos a serem pagos no purgatório. Finalmente, foram relacionadas aos castigos de familiares já falecidos, que se encontrariam no purgatório. No tempo de Lutero não existia ainda uma doutrina definitiva sobre as indulgências nem consenso a respeito entre os teólogos.

Já o comércio de indulgências correspondia a uma fonte de renda essencial para a cúria e o estado ecle­siástico, principalmente para financiar grandes projetos.

Para os fiéis, elas representavam uma forma de se proteger dos perigos do purgatório e do risco de condenação eterna. Lutero atacou as indulgências em decorrência, simultaneamente, de sua função como pregador e conselheiro espiritual e do compromisso como doutor em teologia, pelo qual lhe era exigido engajar-se pela doutrina correta e pelo anúncio do Evangelho.

As teses trazem duas grandes ênfases, que são uma síntese da mensagem central da Reforma. Justamente isso deveria estar no centro das atenções quando da celebração de seus 500 anos, em 2017.

A primeira é ouvir a Palavra, que cria, salva e santifica. A segunda é viver como discípulas e discípulos que, na fé, a cada dia, buscam uma vida de coerência com o ensino do Mestre Jesus Cristo em palavras e atos.

Assim, não há espaço para barganhar com Deus. O que precisa acontecer é arrependimento genuíno, que nasce da ação do Espírito nos corações e faz renascer diariamente para uma vida de compromisso com Deus e com a pessoa próxima.

Ricardo Willy Rieth

 

 

Deixe seu comentário e sua avaliação







- Máximo de 512 caracteres.

Clique para Avaliar


  • Avaliação:
Enviar
Faça seu login e comente.

Características


  • Encadernação: Capa Dura
  • Condição: Novo
  • Data de Publicação: 2017

Confira também